25/10/2010

A Amizade como Afeto


Dizem por aí que “não devemos criar vínculos com as pessoas porque só assim seremos livres”, mentira! O egocentrismo do mundo é irreversível? Concordo! Mas não é por isso que devemos dar ouvidos aos pareceres dos individualistas, não podemos é criar “dependência física e emocional” do outro, isso sim.

O vínculo afetivo não é sinônimo de atrelamento, afeto é respeitar e retribuir o carinho e a atenção que nos oferecem. Neste sentido, se não houver interesse secundário, passarão anos e anos sem que nenhuma das partes se sinta sufocada ou enganada.

 Sem amigos para compartilhar fracassos e conquistas, nossa existência passa literalmente em branco. Por outro lado, estar presente nos altos e baixos de alguém nos oferece o exercício da prática do bem, de ser e sentir-se útil. É através da amizade que nos conectamos ao TODO, e não dos interesses. 

Rodrigo Moura © 2010 Todos os Direitos Reservados

Um comentário:

A Poeta de Alcova disse...

Adorei esta foto também. É uma viagem reflexiva.
Beijo